suivre par email

15 de out de 2008

FLORES SUADAS DO INSTANTE


Flores suadas do instante
Thiers R >


como música
senti tuas mãos
em agreste toque
a penetrar a alma do estômago
traduzindo sons
sem luvas
sem luas
sem chegadas
no corpo de meu olhar
instalou-se o sopro
desta noite louca
impura
e transgressora
fertilizada no perfume
que me arrastou
dizia: ‘-não posso,
não posso...’
mas os passos de gazela
mordiam –me
desintegrei liricamente
incendiei integralmente
letras de um desejo
que riscavam a rosa
quase espinhos
quase pálida
quase sonho
oscilava a madrugada insone
de nossas bocas em transe hipnótico
suei flores
abri portas
em lago
desestabilizei
couraças de medo
no teu corpo
mordi a boca louca
do sim


>>>

7 de out de 2008

UN COUER SUCRÉ




Un coeur sucré
Thiers R >


Desce lentamente
o jantar de teus dedos
analisando
onde é possível cortar
despetalando
única e tenra flor
surgida de nossos encontros
a lua sangra
um vermelho-terror
a porta se auto crucifica
eu e meu garfo
rompemos a carne maltratada
eu e meus sonhos
nos esfregamos na sarjeta
porque tu, vadia
roubaste minha decência
roubaste o que havia de puro
no coeur sucré
que te ofertei
quando se abriram
as comportas das
chuvas torrenciais
estava livre para doar
o melhor de moi
estava livre pra étreindre fleurs
que hoje murcharam
na porta fúnebre
que em mim reside.


>>>>>

6 de out de 2008

CANÇÕES E LOUCURAS TECLADAS



CANÇÕES E LOUCURAS TECLADAS
Thiers R >


Disse a Blake
aterrisa homem
na porta louca
entra, digita
vagueia e enfurece
aterrisa
cruel a letra canta
em brisa brame
coalhada nos braços teus
destila agonia na cúpula celeste
ouve o tilintar das estrelas cadentes
martela desesperado teclado
vem, compõe outra canção louca
Aqui não faz frio é calor que sinto
entre suores pinga letra infame
pedindo sempre mais
um dedo, um copo
um não sei quê de desespero
um suspiro em retaguarda
uma loucura desmembrada
uivo que da caverna alucina horrores
grita à testa em dedos formatados
deste XP agora ativado
descobre a tumba acordada
outra louca canção digitada
control C
control V
entre logins e passwords
>>>