suivre par email

8 de abr de 2008

ATA-ME


Ata-me
Thiers R >


Um mistério
uma cor
um toque
uma flor
aberto abandono perfuma rosas
em língua bordada
penumbra sala
em botão exala
cheiro doce
desata
ata
ata-me
temeroso sorriso
abre-me dedos
o poema -
dans la bouche
engole palavras
de
sin
te
grado suspiro.


>>>>>