suivre par email

23 de mai de 2011

pontos e linhas, sem razão




Arde a paisagem engolindo desejos

sem portas, perde-se a razão

brilha ao sol o que não queremos ver

Segue o mundo.

Onde estou? Onde estou?

Palavras, apenas palavras

diluem-se


Thiers R>

Nenhum comentário: