suivre par email

5 de ago de 2008

TORMENTO E FUGACIDADE



Tormento e fugacidade
Thiers R > / Ivy Menon



Líquido bar de estrelas quentes
aspiro cores, cheiros...
a alça a escorregar
vem como canção espanhola
Zaragoza, Palma de Maiorca...
mordendo a boca
ela chega como castanhola
a renda a encaracolar
o olhar a ludibriar
atiça o olfato pega-me no ato.
rodopio em fogo de babado rubro
rasgo na faca a carne
sapateado, grito de olé
desafio que corta o ar
audácia amarga saliva
vício.
anjo que me deixa louco
fugaz tormento
dança luzes e cores
sedução de entrega, temores
bocas ávidas,
sussurros, conchas, coxas,
corpos suados
loucura no ar
deito areia
penetro estrelas
respingo gemidos
a cuspir letras luar.

>>>

3 comentários:

Flávio Mello disse...

Fala jovem mestre... cada dia mais afiado... forte abraço

Sonia disse...

Que lindo isso!

Fabrício disse...

Enfim conheci um pouco mais de você.
Ousado e formalmente informal, poético.

Virei mais vezes: porque gostei desse sentimento estranho.


Abraço