suivre par email

22 de ago de 2010

PERFUMES DE ANGUSTIAS SEM NOME

2 comentários:

Ivy Gomide disse...

“No plexo a amargura sem nome dileta....”
“Traço o passo adiante, na fosca ousadia do saber...”
“ beijo sua boca azul...”


Eu tbém meu lindo, pq vc é uma pessoa incrível que carrega na alma este perfume tão singular da fosca ousadia.
Lindo! Lindo! Lindo!..
Vc e o Mauro conseguiram traduzir os passos da angustia que não tem nome mas que está carregada de poesia.

equipe disse...

Hoje de tarde eu assisti este seu vd. Fantástico é o mínimo que poderia dizer.
Eu teriaque me repetir infinitamente para dizer-te que és um gde poeta.