suivre par email

20 de fev de 2008

DISFARÇANDO CINISMO NA SESSÃO DA TARDE


CLIC NO LINK PRA ASSISTIR


Disfarçando cinismo na sessão da tarde
Thiers R>


Bêbada de silêncio
vem como fermento revoltado
logo eu, assassino de palavras
logo eu, solto no palco
desabotoa o perfume cítrico
mostra
deixa que apalpe
lírio de rosa pálida
Mordo-os sacana!
puro enigma
e eu
que gosto desses filmes
sessão da tarde
centro da cidade
mãos no bolso
disfarçando cinismo
chega
baila flamenco
sapateia em meu colo...
O que queres ouvir?
O policial passa na rua
assovio fingindo desleixo
meu olhar penetra
atmosfera lúdica e molhada.
Era fim de tarde a sessão acabara
no bar deixei o cigarro esquecido
rompido em cinzas
apenas pra te falar.

2008>
>>>

3 comentários:

Max da Fonseca disse...

Fico a imaginar quantas palavras foram queimadas nos tragos deste cigarro...

pietkra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pietkra disse...

Thiers....
vc não é um poeta que apenas descreve bonito os sentimentos...
sempre te peço autógrafos e deixo a claro minha adimiração ante sua forma irreverente por atrevida em falar de desejos e pensamentos.
Obrigada por ter posto uma foto minha junto a uma "criação" tão estupenda!!
Bjo!