suivre par email

10 de fev de 2008

>Tádzio in Venezia <


Tádzio in Venezia
ThiersR>&Ivy Gomide


Ajustando letra
descontraindo mãos
cuspindo dores
duelando amores
palavras explicam sem dizer...
evaporadas no suor
sua visado
voz rouca da multidão
entorpecido hálito
atravessa têmpora
escorre desejo.
Existo nessa loucura onde
ouvido desesperado
penetra in sinfonia
Mahler dorme nos dedos
com passo trêmulo
paixão visceral
amor
bilateral
biópsia de lábios
ar dente
in conveniente
olhar

>2008
>>>

Um comentário:

Raiblue disse...

"Mahler já diz tudo
em cada nota
uma palavra
escorre dos olhos
traduzindo
partituras
secreta mente
insana...
quando a boca
paralisa
diante da beleza
do amor desejado...
até o verso se acanha..."
(Raiblue)

Perfeito o poema,Thiers!Esse filme é incrível!E vc e a Ivy conseguiram fazer-me revivê-lo!!Parabéns aos dois!Brilhante!!
Un beijo azul...Rai